Relicário de imperfeições – 60 filmes de 2020

Começo explicando o título, que já — quase que automaticamente — explica a lista. Um relicário de imperfeições nada mais quer dizer que um aglomerado de filmes (lançados entre 2018 e 2020) que pude ver neste ano. Como geralmente fala-se só dos longas, dessa vez resolvi também elencar alguns curtas. 20 deles, para ser maisContinuar lendo “Relicário de imperfeições – 60 filmes de 2020”

Em busca da imagem

Muito já se falou que The Blackout (Abel Ferrara, 1997) é um filme de heranças claras para com Hitchcock e Godard – mais especificamente para com Vertigo (1958) e Numéro Deux (1975). Da presença de uma femme dupla (obsessão do protagonista), uma miragem, obviamente, até uma citação direta ao cineasta francês e alguns planos quaseContinuar lendo “Em busca da imagem”

I’m happy to see you alive

Já faz algum tempo – mais especificamente, desde que passou a viver na Europa – que Abel Ferrara recusa-se a realizar qualquer cinema em que o ensejo principal não seja uma busca de um espaço e de uma amplitude para o corpo poder existir. Foi-se a época em que as imagens poderiam se desvelar aosContinuar lendo “I’m happy to see you alive”