Perder Jean-Luc Godard

Acordar em um mundo sem Godard é acordar em um mundo sem mistério.  É acordar em um mundo sem enigmas. É mais que perder uma parte de nós, é perder uma parte do outro. Se perdêssemos os cineastas que amamos, perderíamos como a um ente querido: se perdêssemos Wenders, Costa, Eastwood ou Ferrara iria-se também… Continue lendo Perder Jean-Luc Godard

Em busca da imagem

Muito já se falou que The Blackout (Abel Ferrara, 1997) é um filme de heranças claras para com Hitchcock e Godard - mais especificamente para com Vertigo (1958) e Numéro Deux (1975). Da presença de uma femme dupla (obsessão do protagonista), uma miragem, obviamente, até uma citação direta ao cineasta francês e alguns planos quase… Continue lendo Em busca da imagem